NEWS!

Você Conhece A Emergent Literacy?

Você Conhece A Emergent Literacy?

Olá, queridos leitores. Vocês já ouviram falar sobre Emergent Literacy? O nosso assunto de hoje é justamente sobre isso, um tema bem presente, mas que poucas pessoas abordam. Vamos lá?

Emergent Literacy ou Alfabetização Emergente é o processo que começa no nascimento da criança, com o adquirir de base para o desenvolvimento da leitura e da escrita. É importante saber que ambos, tanto a Emergent Literacy quanto a própria alfabetização, se desenvolvem a partir da vivência com interações mais complexas, como a leitura, escrita, fala e escuta em conjunto com as expectativas e crenças associadas.

Nesse contexto, crianças com deficiência, em especial visual grave ou múltiplas, na maioria das vezes terão menos oportunidades de adquirir e desenvolver habilidades que levem ao processo de alfabetização, consequentemente à leitura e escrita. Só para deixar claro, antes de continuar:

Figura 2 - Você Conhece A Emergent Literacy?

Então, partindo desse princípio, o indivíduo alfabetizado, não necessariamente é letrado. Compreendem a diferença?

Então, porque a Alfabetização Emergente é tão importante e vem sendo divulgada e praticada por algumas instituições? Muitas instituições têm defendido a ideia de que o correto é alfabetizar letrando. Não tem nada a ver com sobrecarga de estímulos e nem com o fato de pular etapas.

O fato é que desde o dia do nascimento, a criança absorve tudo que está à sua volta. Dessa forma, introduzindo formas e cores, mesmo que naquele momento não signifique nada, ao chegar a fase de alfabetização, essas informações apresentadas farão todo o sentido.

Diferente de uma criança que não teve esse contato e simplesmente entrou na fase de alfabetização direto. As letras e formas passarão a ser códigos com som e sentido apresentados, mas os quais ela sentirá uma dificuldade muito grande de compreender e adaptar nos mais variados gêneros apresentados.

Veja, o que estou falando não tem nada a ver com colocar a criança na escola logo que nasce. Infelizmente, é uma realidade para a maioria dos pais hoje que precisam sair e trabalhar para garantir uma determinada qualidade de vida. Para esses, a escola é uma alternativa quando os filhos ainda são bebês. Mas, essa é uma prática que pode ser começada em casa, quando ainda são bebês.

Segundo a organização Save The Children, cujo objetivo é dar às crianças uma condição saudável e digna de vida, oportunidade de aprendizado e proteção contra danos, um aspecto crítico da alfabetização emergente, não implícito nas áreas de conhecimento descritas acima, é a atitude em relação à leitura e à escrita que a criança adquire nos primeiros anos, ao interagir com meios externos, como linguagem, livros e mídia impressa.

A abordagem de alfabetização emergente da organização Save The Children, dá um destaque especial à fluidez, entre todas as habilidades da alfabetização. Porém, a organização se concentra em cinco áreas que fazem parte da construção de conhecimento da alfabetização emergente:

  • Linguagem Oral: habilidade da criança em entender e usar a linguagem através da leitura;
  • Compreensão da Escrita: compreensão dos símbolos da escrita e dos textos, relacionando seus significados;
  • Conhecimento da Leitura: compreensão da criança do que é o material de leitura e como é para ser usado;
  • Conhecimento do Alfabeto: habilidade da criança em identificar e dizer o nome das letras do alfabeto. Esta habilidade prepara o caminho para a consciência fonológica e
  • Consciência Fonológica: habilidade da criança em identificar e manipular os sons, compreendendo que aqueles sons são combinados para criarem palavras.

Como já falei aqui, em diversos artigos, assim como muitos especialistas já escreveram ou falaram sobre, o setor educacional público pode e deve investir nessa questão, uma vez que as dificuldade iniciais de leitura influenciam gravemente e negativamente, à longo prazo, sobre a situação social, educacional e econômica dos cidadãos, consequentemente, do país. Infelizmente, para muitas crianças, esse fato é determinado muito antes de passarem pelas portas da escola.

 Quem quiser conhecer mais sobre o assunto e sobre o trabalho da organização Save The Children, acesse o site oficial, clicando sobre o nome da organização, o qual foi a fonte de pesquisa deste artigo.

 Até a próxima!

________________________________________________________________________

Se você gostou deste artigo, não deixe de participar através de sugestões, críticas e/ou dúvidas. Aproveitem para assinar o Blog, curtir a Página no Facebook, interagir no Grupo do Facebook, além de acompanhar publicações e ficar por dentro do Projeto Universo NERD, de sorteios, concursos e demais promoções.

< x >

Tags:
Paula Souza

É Editora e Autora do UniversoNERD.Net, Professora de Língua Portuguesa e Inglesa, amante de leitura e Literatura, além de gamer nas horas vagas.