NEWS!

Visão NERD: A Origem Do Réveillon

Visão NERD: A Origem Do Réveillon

Olá leitores,

Após o post especial “Feliz Natal & Próspero Ano Novo”, que publicamos com as mensagens de final de ano de todos os membros da EQUIPE do Projeto Universo NERD, me surgiu a ideia de criar uma nova série contendo posts que explicam as origens de datas específicas com uma abordagem NERD.

É lógico que pela data desta publicação e, por ser o último post de 2016, o assunto do momento não poderia ser diferente … o Réveillon ou “Ano-Novo”!

Vamos começar com algumas curiosidades …

O “Ano-Novo” ou também conhecido como “Ano-Bom” (em algumas culturas) é o momento em que um novo ano civil começa e quando um novo calendário anual é iniciado. Em muitas culturas ao redor do mundo, o evento é comemorado de alguma maneira, principalmente na véspera da data ou Réveillon.

Este momento se transformou em uma das mais importantes festividades e celebrações ao longo do calendário de muitos países, apresentando raízes históricas e também culturais.

Mas como surgiu?

O Ano-Novo do calendário gregoriano começa em 1º de janeiro (dia de início do ano novo), assim como era no calendário romano. Entretanto, existem inúmeros calendários que permanecem em uso em certas regiões do planeta e que calculam a data do novo ano de forma diferente.

Você certamente já sabe, mas vamos enriquecer o conhecimento?

A comemoração ocidental possui origem num decreto do imperador romano Júlio César, que fixou o dia 1 do mês de janeiro como o dia do Ano-Novo em 46 a.C. Os romanos dedicavam esse dia a Jano, o Deus dos portões (ver ilustração abaixo). Repare na característica principal da ilustração!

origem reveillon - Visão NERD: A Origem Do Réveillon

O nome do primeiro mês, Janeiro, deriva do nome de Jano, que supostamente tinha duas faces, uma voltada para frente (com referência ao futuro) e a outra para trás (com referência ao passado). É interessante informar que o povo romano era politeísta; ou seja, adorava vários deuses diferentes, e não existe nenhum relato de que o povo judeu, que viveu nessa mesma época, tenha comemorado o chamado ano-novo, nem tampouco que os primeiros cristãos o tenham celebrado também.

E você sabia que …

A ordem dos meses no calendário romano, que segue de janeiro até dezembro, foi adotada desde o Rei Numa Pompilius em cerca de 700 a.C, de acordo com Plutarco e Macrobius. Mas, foi só mais recentemente que o dia 1 de janeiro voltou a se tornar o primeiro dia do ano na cultura ocidental, pois até 1751, por exemplo, na Inglaterra e em todos os domínios britânicos, o novo ano começava em 25 de março.

Um pouco da história …

Durante a Idade Média, vários outros dias foram diversas vezes considerados como o início do ano civil (1° de março, 25 de março, 1° de setembro e até mesmo 25 de dezembro).

Em muitos países, como Brasil, Espanha, Itália, Portugal, República Checa e Reino Unido, o dia 1° de janeiro é oficialmente um feriado nacional.

Com a expansão da cultura ocidental para muitos outros lugares do mundo durante séculos mais recentes, o calendário gregoriano foi adotado por muitos outros países como o calendário oficial e a data de 1º de janeiro tornou-se global para se comemorar o início do novo ano, mesmo em países que possuem suas próprias celebrações em outros dias ao longo do ano (como, China, Índia e Israel).

Na cultura ocidental, existe uma grande variedade de tradições e superstições em torno dessas datas como presságios para o ano que está chegando.

E onde “entra” a palavra Réveillon?

O Réveillon é a comemoração da passagem de ano do dia 31 de dezembro para o dia 1° de janeiro do ano seguinte. A palavra possui origem na língua francesa e significa “despertar” ou “retomar”, em referência à nova etapa de uma vida que se inicia.

É por isso que, curiosamente, o termo era anteriormente empregado para nomear a noite da ceia de Natal e só posteriormente passou a designar a virada do ano.

Mais um pouco sobre …

A festa da “virada” do ano já é uma tradição no Brasil e em boa parte do mundo, assumindo, em muitos casos, um caráter religioso cristão. No entanto, a origem do Réveillon é muito anterior ao cristianismo, sendo geralmente atribuída à história da Mesopotâmia, por volta de 2000 a.C., em uma comemoração a algo como o “Festival de Ano-Novo”. Naquela época, assírios, fenícios, gregos e persas, desde tempos remotos, também realizavam as suas celebrações de passagem de ano.

Mas é claro que cada cultura comemora a passagem de ano à sua maneira e em datas específicas. Os chineses, por exemplo, marcam o seu ano novo ao final de janeiro ou no início de fevereiro; os judeus comemoram no que é, para nós, final de setembro ou início de outubro; enquanto que para os muçulmanos, a passagem de ano é celebrada no mês de maio.

E direcionando para o Brasil …

No Brasil, assim como na maior parte dos países de tradição ocidental, o Réveillon é comemorado no dia 1º de janeiro. Isso resulta de uma decisão do calendário romano, mais precisamente em 743 a.C., e que foi mantida pelo calendário juliano e preservada quando a Igreja Católica adotou o calendário gregoriano no Século XVI.

Atualmente, o mais comum durante a comemoração do ano-novo é o show de fogos de artifício, além das inúmeras tradições que variam de uma região para outra. Existem várias tradições herdadas das religiões de origem africana e afro-brasileira, tais como o Candomblé e, principalmente, a Umbanda.

O culto à Iemanjá com oferendas ao mar é praticado até mesmo por pessoas que não fazem parte dessas religiões, tendo uma grande receptividade junto ao público católico.

Outro hábito herdado dessas religiões é o ato de vestir-se de branco, uma superstição pela promoção da paz e, na origem, um hábito para reverenciar as cores do orixá Oxalá.

Para muitos, o Réveillon é um momento de renovação, de planejar ou de colocar em prática planos antigos. Assim, são várias as simpatias e superstições para que tudo ocorra bem, como comer lentilhas, pular sete ondas (o número sete também se relaciona a religiões e crenças), entre outros hábitos religiosos e culturais.

E, é claro, que isso tudo se trata de simbolismos, sendo, portanto, práticas de manifestação cultural e/ou religiosa que revelam relações de identidade das pessoas com a sociedade e ao ambiente em que vivem.

Bom … espero que tenham gostado. E um ótimo Réveillon!

Se você gostou deste post não deixe de registrar sua participação através de sugestões, críticas e/ou dúvidas. Aproveitem para assinar o Blog e o canal do YouTube, acompanhar nossas publicações e ficar por dentro do Projeto Universo NERD, de sorteios, concursos e promoções!

Tags:
Reinaldo Vargas

Professor, Colunista do Arena Xbox e XPGG, Idealizador do http://UniversoNERD.Net e Streamer do #TeamSparkers na MIXER. Curte Games, Tech e Ciência.. Um Xbox Gamer, Insider e Preview, adora a Bethesda e a Rock Star e ama produzir conteúdo. Gamertag: reavargas

Postar um comentário