NEWS!

Os Maiores Conflitos Em Nome Das Religiões

Os Maiores Conflitos Em Nome Das Religiões

Olá, queridos leitores. Hoje trago um assunto para vocês bem curioso e que infelizmente não é fictício: vou falar sobre os maiores massacres já acontecidos na humanidade em nome de alguma religião. Vamos lá?

Todos sabemos que a religião é uma necessidade existencial do ser humano que está em busca de justificativas por tudo que acontece e existe no mundo. Temos 3 grandes religiões monoteístas no mundo, ou seja, que adoram a um só deus: Cristianismo, Judaísmo e Islamismo, as quais pregam a paz, a tolerância, a compaixão e o amor ao próximo.

Apesar disso, essas religiões deixaram marcas de sangue na história da humanidade. A explicação dada por alguns pesquisadores a esse fato é que esse conflito acontece devido ao próprio Monoteísmo: se somente um deus é verdadeiro, os outros são falsos, não é?

Esse conceito vem desde os judeus, os primeiros monoteístas, que reclamaram sua aliança com Deus há 4 mil anos atrás. Porém, sua postura como “povo eleito” foi combatida pela Igreja Católica, que no século 4 chegou a classificar os judeus como “filhos do diabo”.

Os judeus foram culpados pela morte de Jesus, oficialmente, no Conselho de Nicéia. Mas, a acusação foi retirada, porém somente em 1965, tantos anos após, no Concílio do Vaticano. Infelizmente, essa acusação levou milhares de inocentes à morte: por 2 mil anos, o número de injúrias e matanças foi absurdamente enorme devido a esse fato.

Inclusive, durante a Inquisição, muitos judeus foram levados à fogueira e uma outra parte deles se converteu a fé cristã, uma vez que se acreditava que o batismo era a única salvação.

Bem antes disso, no século 7, o Islã tentou impor sua preferência como povo escolhido de Deus sobre os demais povos. Levantando uma bandeira religiosa, as invasões foram tomando proporções muito grandes e tinha objetivos maiores, além da religião, como a exploração econômica e política pelos exércitos de Maomé, que assim se denominavam. Os “povos do livro”, como foram reconhecidos, poderiam exercer sua fé desde que pagassem tributos e mesmo assim, acabavam sofrendo algum tipo de perseguição.

As Cruzadas

Quando a Igreja Católica lançou as Cruzadas em uma tentativa de recuperação da Terra Santa, em 1096, os espanhóis de mulçumanos já vinham travando uma batalha contra os muçulmanos há 400 anos. O papa prometeu perdão eterno para os pecados de quem aderisse às Cruzadas, mas sua tentativa resultou em fracasso, transformando Jerusalém em um verdadeiro cemitério.

Então, em 1215, os judeus foram obrigados pela Igreja Católica a usarem um símbolo na roupa que os identificassem, além de serem proibidos de exercerem funções públicas. E assim como este, muitos outros conflitos só podem ser entendidos levando em consideração as heranças religiosas que sempre existiram, desde a origem dos povos.

Os Maiores Massacres Cometidos

Claro que ao falarmos em massacres em nome de alguma religião, basta lembrarmos da guerra contínua no Oriente Médio, desde 1947, ao longo da última metade do século e que aparente nunca ter fim. Outro fato atribuído por alguns líderes a um confronto religioso é o atentado de 11 de Setembro, acontecido nos Estados Unidos.

Além desses, citarei a seguir alguns massacres considerados os maiores da história, cometidos por motivos religiosos:

  • O Massacre de Mountain Meadows: confronto onde passageiros migrantes do vagão de trem Fancher-Baker forma mortos por um grupo mórmon e nativos indígenas da tribo dos Paiútes, coincidentemente, no dia 11 de Setembro de 1857. O incidente, que começou com um ataque, terminou na morte de todos os passageiros, exceto crianças e adolescentes até, aproximadamente, 17 anos. Após o massacre, os corpos foram deixados no local até se decomporem e as crianças e adolescentes forma adotados pelas famílias locais.  
Massacre de Mountain Meadows - Os Maiores Conflitos Em Nome Das Religiões
  • A Inquisição: claro que não podia deixar de fora um ato tão brutal e grotesco, iniciado com a Inquisição Medieval, incluindo a Inquisição Episcopal (1184) e a Inquisição Papal (1230). Este movimento, nada mais foi do que uma forma de tentar controlar o surgimento de movimentos menores que iam contra os ensinamentos e dogmas da Igreja Católica.
    Os primeiros atos praticados pela Inquisição foram mais bárbaros do que os que se seguiriam: fogueiras queimando pessoas vivas em praça pública, por exemplo. Somente a partir de 1252, a tortura começou a ser usada, autorizada pelo Papa Inocêncio IV. Uma das formas mais comuns de tortura era um ato chamado Strappado, onde as mãos eram amarradas atrás das costas e o acusado era pendurado dessa forma, provocando o deslocamento das juntas e braços. Logo em seguida eram colocados pesos nas pernas, provocando o deslocamento delas também.
Inquisição - Os Maiores Conflitos Em Nome Das Religiões
  • A Caça às Bruxas: quem nunca ouviu falar nesse período? Os puritanos, estabelecidos em Massachussets em 1600, criaram uma doutrina e política religiosa severa, onde o desvio era castigado pela flagelação: corte de orelhas, ferros quentes que atravessavam a língua, até mesmo enforcamento. Em 1690, esse movimento teve um fim, com várias supostas bruxas mortas e mais de 150 as quais foram presas.
Caça às Bruxas 2 - Os Maiores Conflitos Em Nome Das Religiões
Image processed by CodeCarvings Piczard http://piczard.com | http://codecarvings.com
  • Cristãos na Arena: foi o primeiro povo a ser perseguido, de forma horrível, pelo imperador Nero, em 64 d.C. Graças a um incêndio enorme que destroçou Roma, Nero mandou que caçassem os cristãos. Muitos foram mortos queimados vivos, outros foram dilacerados por cães, porém esse foi só o começo da perseguição de Roma aos cristãos.
    Foi decretado que estava proibido qualquer culto cristão, caso contrário, tal ato levaria o indivíduo à morte, ou por algum método extremamente brutal ou através de sacrifício aos deuses romanos. Muitos cristãos foram parar nas Arenas, onde foram devorados por leões, porque não quiseram negar sua fé. Porém, essa perseguição acabou quando Constantino I assumiu o trono e declarou o Cristianismo como uma religião oficial.
Cristãos na Arena - Os Maiores Conflitos Em Nome Das Religiões

Lembrando que aqui, só estou apresentando fatos históricos e não discutindo religião. Acredito que religião é algo particular e cada um tem o direito e livre arbítrio de professar a fé que decidir ser a melhor para si.

Vou ficando por aqui. Espero que tenham gostado! Até a próxima!

______________________________________________________________________________

Se você gostou deste artigo, não deixe de participar através de sugestões, críticas e/ou dúvidas. Aproveitem para assinar o Blog, curtir a Página no Facebook, interagir no Grupo do Facebook, além de acompanhar publicações e ficar por dentro do Projeto Universo NERD, de sorteios, concursos e demais promoções.

Tags:
Paula Souza

É Editora e Autora do UniversoNERD.Net, Professora de Língua Portuguesa e Inglesa, amante de leitura e Literatura, além de gamer nas horas vagas.

Postar um comentário