NEWS!

Conheça Uma Nova Forma de Gerar Cores

Conheça Uma Nova Forma de Gerar Cores

cor pode ser entendida como sendo uma percepção visual provocada pela ação de um feixe de fótons sobre células especializadas da retina, que transmitem, através de informação pré-processada ao nervo óptico, impressões para o sistema nervoso. Um pouco complicado de entender?

Em outras palavras, podemos dizer que a maioria dos materiais ao nosso redor possuem uma determinada cor porque cada um absorve apenas parte do espectro solar. Por exemplo, as folhas de uma árvore nos parecem verdes porque absorvem a luz vermelha e a azul do espectro solar com nossa atmosfera.

Alguns objetos e seres vivos, por sua vez, “criam” cores de uma maneira diferente, baseando-se não em sua composição química, mas em variações na sua forma – são as chamadas cores estruturais. Tais cores estruturais geralmente são criadas por difração, que acontece quando os raios de luz interferem uns nos outros conforme refletem nas superfícies. Os arco-íris e as manchas de óleo coloridas sobre a água são exemplos de cores estruturais, e o efeito também é responsável pelos incríveis tons vívidos das penas do pavão e das asas das borboletas assim como diversos outros exemplos existentes na natureza.

Agora, um grupo de pesquisadores australianos descobriram um mecanismo inesperado para gerar cores que ninguém havia percebido antes. Para criar o efeito de uma película muito fina de nitreto de silício a outra película um pouco maior de alumínio metálico gera um campo elétrico (envolvendo uma força criada pela atração e repulsão das cargas elétricas dos átomos) muito forte onde os dois materiais se tocam.

Quando esse sistema na forma de “sanduíche” foi iluminado, a interação de diferentes ondas de luz, chamada interferência óptica, na superfície do material criou cores brilhantes que não podem ser explicadas pela química (composição do material) e nem pela física (no sentido da estrutura física do material). Basta mudar as condições de iluminação para que a cor do material mude totalmente. Interessante, caro leitor?

Bem! Isso amplia nossa compreensão do comportamento e das propriedades da luz e também pode ter aplicações práticas em tecnologias de detecção (sensores) e em dispositivos de segurança, pois sob luz normal, o material funciona como um espelho, refletindo quase toda a luz visível. Mas quando o material é iluminado por apenas um feixe direcional de luz, assume cores vivas e diferentes da maneira que produzimos as cores com nossas tecnologias atuais. O pesquisador Akinoglu, destaca:

Se você usar uma lanterna para iluminar a amostra em uma sala escura, o feixe de luz refletido se afastará de você para o outro lado da sala. A luz refletida nunca atinge seus olhos, apenas a luz dispersa. Quando a luz da sala está ligada, vem de todos os lugares até a amostra e, portanto, você sempre verá a luz refletida viajando até seus olhos. O efeito é uma curiosidade completamente desconhecida que resulta em vermos cores.

É algo fundamentalmente diferente!

Vamos aguardar mais informações sobre estes novos estudos.

______________________________________________________________________________

Fonte: Inovação Tecnológica e Artigo: Concealed Structural Colors Uncovered by Light Scattering. Revista: Advanced Optical Materials. DOI: 10.1002/adom.202001307.

Se você gostou, não deixe de participar através de sugestões, críticas e/ou dúvidas. Aproveitem para assinar o Blog, curtir a Página no Facebook, interagir no Grupo do Facebook, além de acompanhar publicações e ficar por dentro do Projeto Universo NERD, de sorteios, concursos e demais promoções.

Tags:
Reinaldo Vargas

Professor, Streamer, Parceiro do Facebook Gaming e ArenaXbox.com.br, Idealizador do UniversoNERD.Net e Xbox Ambassador.

Postar um comentário