NEWS!

The Occupation, Uma Conspiração Intrigante

The Occupation, Uma Conspiração Intrigante

Estou feliz de conhecer pela primeira vez o game The Occupation. Neste primeiro momento, tive uma boa noção dos principais eventos desta trama burocrática, mas na verdade, sinto que apenas “arranhei” a superfície do game e sinto que o mesmo pode oferecer muito mais.

Estou pensando em uma nova tentativa, desta vez no Xbox One, focando para descobrir os detalhes menores e entender quão profunda é a conspiração envolvida em toda a história.

Sobre o curioso The Occupation

O indie The Occupation é uma aventura com stealth que recompensa as jogadas repetidas, mesmo que também possa, às vezes, se sentir hostil à ideia de permitir que você mergulhe em seus cantos e recantos da narrativa. Neste contexto, conta uma história madura e desafiadora que é tanto política quanto ambígua o suficiente para deixar muita coisa para se interpretar, enquanto sua mecânica básica proporciona uma experiência tensa e intrigante. É o tipo de game que adoro jogar e escrever sobre!

Na maior parte do game, você joga como um jornalista investigativo que está denunciando um ataque terrorista no imponente campus de uma importante empresa de Tecnologia da Informação. Um funcionário imigrante da empresa foi preso em conexão com o suposto bombardeio, mas você recebeu uma dica de que nem tudo é tão simples. Há também a questão do trabalho da empresa em um projeto de coleta de dados pessoais que parece estar ligado, de forma preocupante, à proposta do Union Act do governo britânico, um projeto de lei contra a imigração e a liberdade civil prestes a enfrentar uma votação crucial no parlamento.

Durante a trama, você organiza entrevistas com três participantes importantes da empresa e entre os seus compromissos, pode explorar os lugares. Mas dentro de tudo isso existe um problema: você terá limite de tempo durante cada um dos três principais períodos investigativos e quando esse tempo acabar, e isso pode variar entre 30 e 60 minutos, sua entrevista começa independentemente de quantas informações você conseguiu obter, e sua linha de questionamento é limitada ao que você realmente pode provar.

É essencialmente uma história de detetive na qual você investiga cenas, recolhe pistas, compila provas e interroga testemunhas oculares para tentar decifrar o mistério envolvido.

The Occupation Imagem 2 1 - The Occupation, Uma Conspiração Intrigante
The Occupation Imagem 1 3 - The Occupation, Uma Conspiração Intrigante

Navegar pelo espaço do escritório é em si um desafio. Esses edifícios são um labirinto de corredores, verificações de segurança, áreas apenas para funcionários, poços de ventilação, áreas de rastreamento, entre outros. Lembrar como ir de um cômodo para outro quando você tem que caminhar para outro andar, entrar e sair de áreas restritas, roubar um cartão de identificação, desligar o poder da rede, é um teste de memória severo mesmo quando você está familiarizado com o layout básico.

Os ambientes geram uma sensação que faz você querer continuar a exploração.

Para complicar ainda mais, se algum funcionário encontrá-lo em uma área restrita, vasculhando seus arquivos, por exemplo, pedirão para você sair e se persistir, acionarão a segurança. Felizmente, há lacunas que você pode explorar, tanto físicas quanto temporais, como aqueles minutos que você precisa para se conectar a um computador e ler e-mails antes de continuar. Pequenos toques, como parar para fechar as persianas na janela de um escritório antes de bisbilhotar, são uma boa maneira de fazer você se sentir um verdadeiro detetive.

Uma boa dica é esgueirar-se, pois será sua melhor aposta para evitar atrair atenção indesejada, especialmente de Steve, o amável segurado da empresa, que vagueia pelo complexo e o levará lugares que você não desejaria estar. Às vezes, ele o detecta à distância e vem investigar, dando a você tempo para sair da área ou encontrar algum lugar para se esconder. O sistema de stealth é leve o suficiente para que você sinta que deslizou sem esforço, sem ter que se preocupar muito em memorizar padrões de patrulha ou se manter nas sombras.

Às vezes parece ser um pouco inocente ou até mesmo bobo, como quando você claramente entra em um armário do qual a única saída é através de uma única abertura.

The Occupation Imagem 5 1 - The Occupation, Uma Conspiração Intrigante
The Occupation Imagem 6 1 - The Occupation, Uma Conspiração Intrigante

Em uma ocasião engraçada, Steve me pegou tentando acessar o computador de alguém, então tentei me esconder debaixo da mesa. Ele suspirou, “Eu sei que você está aí”, quando entrou na sala, caminhou até a mesa e se agachou ao meu lado, brilhando sua tocha diretamente no meu rosto.

Eu só podia rir quando ele me acompanhou para fora e me deu o ultimato… 🙂

Juntar as pistas obtidas das atividades clandestinas enquanto as combina com o mapa mental das instalações é extremamente satisfatório. Uma nota amarrotada encontrada em uma lata de lixo pode sugerir que alguém está escondendo algo, mas agora que você encontrou um caminho para o escritório, percebe que não tem a senha do computador e terá que repensar sua abordagem. Seu dossiê, que é atualizado sempre que você revela alguma coisa significativa, sugere seus próximos passos, mas raramente especifica a solução.

Quando você tem várias linhas de investigação em movimento, pode ser difícil mantê-las todas em ordem, mas também é extremamente divertido verificar seu dossiê novamente e tentar identificar a conexão vital que você está perdendo. No entanto, é improvável que alguém possa coletar todas as pistas importantes em sua primeira tentativa, ou seja, suas entrevistas obrigatórias com os principais participantes se sentirão frustrantes e quase ineficazes. É frustrante quando você fica sem tempo e percebe que não coletou todas as pistas.

Uma opção é aceitar o fracasso e resignar-se a jogar a coisa toda pela segunda vez.

The Occupation Imagem 4 1 - The Occupation, Uma Conspiração Intrigante
The Occupation Imagem 3 1 - The Occupation, Uma Conspiração Intrigante

Mas estou satisfeito da experiência que tive até a escrita deste artigo, pois pude encontrar mais pistas que provavam que a empresa estava mentindo sobre certas coisas. Além disso, descobri áreas totalmente novas dos escritórios que eu nem imaginaria que existissem. Ainda assim, tinha noção que havia coisas que eu sentia falta, coisas que ainda não entendia ou pistas que não estavam se “ligando”.

Tenho o hábito de fazer algumas anotações manuscritas e me certificar de adicioná-las sempre que encontrasse algo novo. Mas, enquanto os minutos passavam, sabia que não ia descobrir tudo. O tempo estava acabando e eu ainda não sabia como entrar naquele escritório ou como iria imprimir tal documento. Se eu fosse para a entrevista sem estar totalmente preparado, o game seria salvo automaticamente e eu teria que seguir em frente se quisesse ou não. Por essas e outras que jogarei novamente!

Uma coisa é fato! Você pode descobrir algo novo, algum documento que acrescente informação ou alguma conexão anteriormente não revelada entre duas pessoas que poderá lançar uma nova luz sobre o relacionamento delas. Isso me faz sentir como um detetive adequado, mas é um processo árduo, repetindo algumas seções para o que parece ser um pequeno retorno.

Não posso deixar de desejar que houvesse algum tipo de mecânica de retrocesso para aliviar a repetição!

Segue o trailer de lançamento para o Xbox One:

É claro que parece choradeira reclamar de um game que estou gostando o suficiente para desejar repetir de novo para explorar todas as facetas de sua história. The Occupation é o tipo de game em que você vai pensar quando não está jogando, que fica sob sua cabeça de maneiras que você nem percebeu. Vale a pena a experiência e não desista de desvendar a história, mesmo que precise jogar tudo de novo!

________________________________________________________________________________

Se você gostou deste artigo, não deixe de participar através de sugestões, críticas e/ou dúvidas. Aproveitem para assinar o Blog, curtir a Página no Facebook, interagir no Grupo do Facebook, além de acompanhar publicações e ficar por dentro do Projeto Universo NERD, de sorteios, concursos e demais promoções.

Tags:
Reinaldo Vargas

É Idealizador e Autor do UniversoNERD.Net. Gamer desde o Atari 2600, Streamer, Blogueiro e Professor Universitário de profissão e paixão. Sempre informado sobre games, tecnologia, ciência e ensino. Um Xbox Gamer, Insider e Preview, adora a Bethesda e a Rock Star e ama produzir conteúdo. Gamertag: reavargas

Postar um comentário