NEWS!

Ruined King: A League of Legends Story Traz Uma Nova Experiência Mantendo A Tradição

Ruined King: A League of Legends Story Traz Uma Nova Experiência Mantendo A Tradição

Com Ruined King: A League of Legends Story, o desenvolvedor Airship Syndicate se encontra em uma posição nada invejável. O estúdio por trás de Battle Chasers: Nightwa, de 2018, foi encarregado de levar sua abordagem aclamada pela crítica ao formato JRPG desse game e adaptá-lo para League of Legends (conhecido como LoL), uma das marcas de jogos eletrônicos mais populares do mundo. Battle Chasers prova que o desenvolvedor pode fazer um JRPG sólido de uma história em quadrinhos de curta duração, mas League está em uma liga diferente, graças a apresentar mais de 150 campeões e ter uma década de conhecimento e construção de mundo para referência. Conjurar uma história digna desse nome parece uma tarefa monumental, mas não apenas Airship Syndicate fez justiça LoL com Ruined King, a mecânica JRPG traz a experiência LoL para um gênero totalmente novo de uma maneira envolvente e única.

Com isso, Ruined King: A League Of Legends Story nos leva à cidade pirata de Bilgewater, um gigante de madeira e sal ocupado por espadachins e cães-marinhos. Sarah Fortune, Miss Fortune para o experiente LoL, recentemente assumiu o lugar do vilão Gangplank quando a cidade é sitiada por uma névoa negra contendo monstros horríveis. Sua história é então entrelaçada com cinco outros campeões, Illaoi, Braum, Yasuo, Pyke e Ahri, enquanto eles viajam para encontrar a fonte da Névoa Negra e contê-la de uma vez por todas.

A primeira coisa a apreciar em Ruined King é a movimentada metrópole que é Bilgewater. Caminhos de madeira se curvam e se torcem enquanto você viaja por eles, com caminhos ramificados que levam a todos os tipos de descobertas. Há portos, propriedades elegantes, poços de água ásperos e tombados e muito mais para encontrar em toda esta cidade do mar. À medida que você progride no jogo, você encontrará outros locais que também são legais – alguns designs de masmorras do final do jogo ainda se destacam na minha cabeça, mas nada se compara à majestade de Bilgewater, o que é uma coisa boa.

Esta nova visão do bem estabelecido universo de League of Legends serve como um alto nível para novas explorações na tradição e uma oportunidade para mais jogadores.

Ruined King A League of Legends Imagem 1 1024x576 - Ruined King: A League of Legends Story Traz Uma Nova Experiência Mantendo A Tradição

Devido ao seu tamanho, é fácil se perder em Bilgewater e, infelizmente, usar o mapa para encontrar sua rota não é tão útil quanto deveria. O mapa mostra cada subdivisão da área em que você está, mas a falta de viagens rápidas tradicionais para lugares já visitados é uma escolha estranha. Existe um sistema de gôndola que permite que você atravesse rapidamente a cidade, mas você só pode acessar a gôndola de determinados pontos no mapa e só pode ser entregue no mesmo conjunto de pontos. As gôndolas são apreciadas, mas a capacidade de selecionar um ponto e viajar imediatamente para ele, mesmo que fosse expandido para os Pontos de Descanso que pontilham a terra, teria sido ótimo. A falta de viagens rápidas significa que você passa mais tempo com os campeões que está controlando, e a história que o Airship Syndicate escreveu.

A tradição de League até agora era escrita principalmente em pequenas biografias online, mas Ruined King adiciona o suficiente a este mundo para humanizar esses personagens, ajudando os jogadores a apreciarem ainda mais essa equipe heterogênea de seis. A Sacerdotisa Kraken Illaoi rotineiramente se questiona, mesmo quando a resposta está bem na frente dela. Ahri, a Vastaya, teme que sua fome interna faça com que aqueles ao seu redor sejam mortos. Yasho é um samurai pensativo que aprende o valor da amizade, enquanto Pyke é um assassino implacável trazido para o grupo pelo próprio destino. O melhor do grupo, no entanto, é Braum, uma alma musculosa e gentil que está constantemente compartilhando histórias de sua terra natal com o grupo quando não está batendo na cabeça dos inimigos com seu escudo maciço. Seu diálogo com os outros personagens provocará sorrisos e gargalhadas genuínos, acrescentando leveza à história que é apreciada.

Os ataques de pista, no entanto, são a atração principal: como League of Legends incorpora um sistema de pista em seu campo de batalha, Ruined King também usa “pistas” como uma mecânica de batalha, embora admita que eles se comparem às pistas de LoL apenas no nome. Aqui as Lanes compõem o sistema de “batalha de tempo ativo”, representado por três barras no terço inferior da tela, com a imagem de todos os aliados e inimigos aparecendo em algum lugar. Cada uma das três “pistas” tem sua própria designação: a pista superior é Velocidade, a do meio é Equilíbrio e a inferior é Potência. Ataques de pista são atribuídos a uma dessas três pistas quando escolhidos, e a pista selecionada afeta certos elementos da habilidade. Atacar na rota de velocidade, por exemplo, faz o turno do herói chegar mais rápido, mas às custas do dano causado, HP curado e assim por diante. O power lane, como você pode imaginar, é o oposto, atrasando o turno do herói, mas fortalecendo o ataque. A pista Balance é o padrão, oferecendo um meio-termo entre as outras duas.

Ruined King fará você enviar esses campeões para a batalha contra a fileira de inimigos e monstros. Seus personagens podem atacar de três maneiras: instantâneas, ataques de “pista” e Ultimate. Instantes são habilidades imediatas que causam dano, constroem o medidor Ultimate e oferecem outras vantagens e são os ataques mais poderosos da equipe.

Ruined King A League of Legends Imagem 2 1024x576 - Ruined King: A League of Legends Story Traz Uma Nova Experiência Mantendo A Tradição

Os inimigos também têm acesso a essas pistas e, embora a maioria deles as use da mesma maneira que seus heróis, alguns têm a capacidade de transformar seções de uma determinada pista em uma área de perigo. Os perigos variam de causar dano e infligir efeitos de status a curas e buffs de estatísticas, e todos os personagens que acabam dentro da zona quando ela é desencadeada são afetados. Você pode se encontrar com o seu último campeão, tentando um ataque do tipo “Power Lane” que pode mudar a maré, apenas para cair acidentalmente em uma zona de perigo e ser morto antes que o ataque aconteça. A localização dos inimigos e perigos desempenha um papel importante no planejamento da batalha e envolve você de uma maneira que poucos outros JRPGs conseguem.

O elemento risco/recompensa deste sistema, como decidir se você ataca rápido, mas com menos dano ou vai para o home run é a melhor parte do Ruined King, sem dúvida. Onde outros JRPGs às vezes podem se transformar em esmagar os mesmos ataques repetidamente, o sistema de pistas adiciona alguma estratégia a cada batalha. Você terá que estabelecer um plano de ataque antes de se envolver, considerando não apenas o posicionamento da sua pista, mas também o posicionamento de seus inimigos, e atacar de uma maneira que beneficie sua equipe todas as vezes. Alguns ataques até permitem que você empurre inimigos e aliados para frente ou para trás em uma rota, um campeão ajudando outro em um momento terrível. Dito isso, seria bom se algumas das batalhas, principalmente no final do game, fossem um pouco mais difíceis do que acabaram sendo. Inimigos e chefes no final da gameplay ofereceram muito menos desafios do que o esperado, fazendo com que os últimos capítulos passassem rapidamente. Minha equipe de campeões se tornou muito poderosa, afastando a maioria dos inimigos, incluindo alguns chefes, nos estágios finais com pouco esforço. Isso às vezes gerava excesso de confiança, uma vitória certa lentamente se transformando em uma luta terrível para sobreviver, mas não havia tantas dessas situações quanto o esperado.

Uma das principais fontes dessas lutas duras são as “Multiwave Battles”. Às vezes, você encontrará inimigos agrupados no mapa com um símbolo de cadeia exibido sobre suas cabeças; se você iniciar uma batalha com qualquer inimigo no grupo, uma batalha Multiwave começará. O número de ondas neste formato depende de quantos inimigos estavam no grupo quando a batalha começou, e cada onda consiste em vários oponentes. Onde você pode não ter tido problemas com uma dessas ondas isoladamente, quando elas vêm uma após a outra, o dano se acumula rapidamente e você pode rapidamente se encontrar em um beco sem saída. As Multiwaves oferecem uma maneira mais desafiadora de enfrentar os inimigos e, embora os encontros individuais tenham dificuldade abaixo do esperado, essas Multiwaves mais do que compensam isso.

O Airship Syndicate não apenas fez justiça ao League of Legends com Ruined King, mas a mecânica do JRPG traz a experiência LoL para um gênero totalmente novo!

Ruined King A League of Legends Imagem 3 1024x576 - Ruined King: A League of Legends Story Traz Uma Nova Experiência Mantendo A Tradição

À medida que você vence mais batalhas e ganha experiência, precisará pensar no conjunto de habilidades de cada campeão e para que deseja usá-lo. Construir cada campeão em um lutador formidável requer alguma reflexão profunda, e é outra parte do Ruined King que se destaca. Equipamentos podem ser comprados ou encontrados em masmorras e trocados rapidamente, dando aos personagens que os usam um aumento instantâneo nas estatísticas. Aumentar o nível de seus personagens concede Pontos de Habilidade para o conjunto de movimentos único de cada um, bem como Runas que podem ser atribuídas para aumentos de estatísticas. Ambos alteram as capacidades dos campeões em mais de uma maneira, remetendo à construção de um campeão no game de origem.

Tome Illaoi, a Sacerdotisa Kraken mencionada anteriormente. Ela pode gerar tentáculos etéreos ao seu redor, até seis de cada vez. Sempre que ela realizar uma ação, os tentáculos atacarão aleatoriamente, independentemente dela. Ela também pode “gastar” os tentáculos como recursos para buffs extras para movimentos de cura ou danos para ataques. Sua habilidade passiva, Profeta de um Deus Ancião, tem uma atualização onde cada vez que um tentáculo ataca, o campeão mais ferido em seu grupo tem alguns HP curados. Junte isso com uma atualização para sua habilidade Harsh Lesson Lane, que também faz com que cada tentáculo cure o aliado mais fraco quando ele ataca, e você está curando esse campeão duas vezes para cada tentáculo que Illaoi gerou quando chegar sua vez. Esta é apenas uma das muitas situações diferentes que você pode planejar neste sistema, dando-lhe um nível de controle sobre sua festa que sempre tem sua mente preparando novas ideias.

Mas quando você terminar de construir seus campeões ideais, certifique-se de salvar, ou você pode ter que construí-los novamente. O sistema de salvamento automático pode ser brutal às vezes, enviando você para o início de uma longa masmorra depois de concluir uma boa parte dela. Salvar com frequência pode retornar você ao mesmo local físico que um salvamento automático após uma morte errônea, mas pelo menos os salvamentos manuais mantêm os baús que você abriu ou os quebra-cabeças que você resolveu ao longo do caminho. Os inimigos ainda irão reaparecer, então mesmo que você possa economizar um pouco de dor salvando, você sempre tem que estar preparado para enfrentar os mesmos inimigos que você despachou.

Um sistema de salvamento automático mais ativo teria poupado muita frustração, mas entrar em um ritmo de salvamento rotineiro atenua esse problema muito bem.

É claro que há momentos em que mesmo um sistema de salvamento perfeito não ajudaria, graças aos bugs intermitentes do Ruined King. Em três ocasiões diferentes durante a gameplay, o jogo travou, onde passei de terminar uma batalha para o menu principal do PlayStation 5 em questão de segundos. Outra vez, um inimigo me atacou quando eu ativei um teletransportador, então depois da batalha, fiquei invisível e não pude interagir com nada. Felizmente, nenhuma dessas falhas quebra completamente a experiência, pois um simples recarregamento de um ponto de verificação reverte o problema, mas ainda é de certa forma irritante.

Por fim, Ruined King: A League Of Legends Story estabeleceu o padrão para futuras incursões na tradição de League of Legends. A história que o Airship Syndicate conta aqui entrega em grande estilo, transformando esses seis campeões nos novos rostos da franquia. O JRPG Airship criado em torno de sua história também é muito bom, criando uma sensação de jogar League of Legends enquanto realmente experimenta uma batalha de RPG baseada em turnos. Alguns problemas técnicos aparecem, mas fora o raro travamento, nenhum deles quebra a experiência. Se este for o nível que os futuros projetos do Riot alcançarão, imagem os próximos!

____________________________________________________________________________

Se você gostou, não deixe de participar através de sugestões, críticas e/ou dúvidas. Aproveitem para assinar o Blog, curtir a Página no Facebook, interagir no Grupo do Facebook, além de acompanhar publicações e ficar por dentro do Projeto Universo NERD, de sorteios, concursos e demais promoções.

Tags:
Reinaldo Vargas

Professor, Streamer, Parceiro do Facebook Gaming e ArenaXbox.com.br, Idealizador do UniversoNERD.Net, integrante do Podcast GameMania e Xbox Ambassador. Jogador de PlayStation e Xbox!

Postar um comentário