NEWS!

Dia Das Mães: Um Pouco Da Sua História

Dia Das Mães: Um Pouco Da Sua História

A data que conhecemos como Dia das Mães é um feriado em homenagem à maternidade o qual é tratado de diferentes formas em todo o mundo e este dia especial de 2018 ocorre hoje, 13 de Maio, em diversos países. A encarnação americanizada do Dia das Mães foi criada por Anna Jarvis em 1908 e tornou-se um feriado oficial dos EUA em 1914. Jarvis mais tarde denunciou a comercialização do feriado e passou a última parte de sua vida tentando removê-lo do calendário. E é um pouco desta história que trago a vocês neste artigo!

Embora as datas e comemorações variem no mundo, o Dia das Mães tradicionalmente envolve a apresentação de mães com flores, cartões e outros presentes de uma forma parecida.

Um pouco da origem do Dia das Mães

As celebrações de mães e maternidades remontam aos antigos gregos e romanos, que realizavam festivais em honra das deusas mães Rhea e Cybele. Entretanto, o mais claro precedente moderno para o Dia das Mães é o festival cristão antigo conhecido como “Domingo Materno“.

Sendo uma grande tradição no Reino Unido e partes da Europa, esta celebração caiu no quarto domingo da Quaresma e foi originalmente vista como uma época em que os fiéis retornariam à sua “igreja mãe” (a igreja principal nas proximidades de sua casa) para um serviço especial.

Com o passar do tempo, a tradição do domingo materno mudou para um feriado mais secular e as crianças apresentavam suas mães com flores e outros sinais de apreciação. Este costume acabou por perder popularidade antes de se fundir com o Dia das Mães americano entre os anos 1930 e 1940.

Saiba que mais chamadas telefônicas são feitas no Dia das Mães do que em qualquer outro dia do ano. Esses bate-papos com a mamãe costumam fazer com que o tráfego telefônico aumente em até 40%.

Começando com Ann Reeves Jarvis e indo até Frank Hering

As origens do Dia das Mães, celebradas nos Estados Unidos da America, datam do século XIX. Nos anos que antecederam a Guerra Civil, Ann Reeves Jarvis, da Virgínia Ocidental, ajudou a iniciar os “Clubes de Trabalho do Dia das Mães” para ensinar as mulheres locais a cuidar adequadamente de seus filhos.

Esses clubes ,mais tarde, se tornaram uma força unificadora em uma região do país ainda dividida durante a Guerra Civil. Em 1868, Jarvis organizou o “Dia da Amizade das Mães”, no qual as mães se reuniram com ex-soldados da União e da Confederação para promover a reconciliação.

Outro precursor do Dia das Mães veio da abolicionista Julia Ward Howe. Em 1870, Howe escreveu a “Proclamação do Dia das Mães”, uma chamada à ação que pedia às mães que se unissem na promoção da paz mundial. Em 1873, fez campanha para que o “Dia da Paz da Mãe” fosse celebrado todo dia 2 de junho.

Outros pioneiros do Dia das Mães incluem Juliet Calhoun Blakely, ativista da temperança que inspirou um Dia das Mães local em Albion, Michigan, na década de 1870. A dupla Mary Towles Sasseen e Frank Hering, que por sua vez, trabalharam para organizar um Dia das Mães no final do século XIX e início do século XX.

Alguns até chamaram Hering de “o pai do dia das mães!

Agora com Anna Jarvis e John Wanamaker

O feriado oficial do Dia das Mães surgiu em 1900, como resultado dos esforços de Anna Jarvis, filha de Ann Reeves Jarvis. Após a morte de sua mãe em 1905, Anna Jarvis concebeu o Dia das Mães como uma forma de honrar os sacrifícios que as mães fizeram por seus filhos. E desde então?

Depois de obter apoio financeiro de um dono de uma loja de departamentos da Filadélfia, John Wanamaker, em maio de 1908, Jarvis organizou a primeira celebração oficial do Dia das Mães em uma igreja metodista em Grafton, Virgínia Ocidental. A partir deste evento, podemos dizer que “naceu” o Dia das Mães.

Nesse mesmo dia, milhares de pessoas participaram de um evento do Dia das Mães em uma das principais lojas de varejo da rede Wanamaker, na Filadélfia.

Após o sucesso de seu primeiro Dia das Mães, Jarvis (que permaneceu solteira e sem filhos durante toda a vida) viu a data ser adicionada ao calendário nacional. Argumentando que os feriados americanos eram tendenciosos em relação às realizações masculinas, começou uma enorme campanha de cartas para jornais e políticos pedindo a adoção de um dia especial em homenagem à maternidade.

Em 1912, muitos estados, cidades e igrejas haviam adotado o Dia das Mães como um feriado anual e Jarvis havia estabelecido a Associação Internacional do Dia das Mães para ajudar a promover sua causa.

Sua persistência valeu a pena em 1914, quando o presidente Woodrow Wilson assinou uma medida estabelecendo oficialmente o segundo domingo de maio como o Dia das Mães.

Jarvis Decries e a comercialização do Dia das Mães

Anna Jarvis concebera originalmente o Dia das Mães como um dia de celebração pessoal entre mães e famílias. Sua versão do dia envolvia usar um cravo branco como distintivo e visitar a mãe ou assistir aos cultos da igreja. Mas uma vez que o Dia das Mães se tornou um feriado nacional, não demorou muito para que floristas, empresas de cartões e outros comerciantes capitalizassem sua popularidade.

Embora Jarvis tenha inicialmente trabalhado com a indústria de flores para ajudar a criar o perfil do Dia das Mães, em 1920 ela ficou repugnada com a forma como o feriado estava sendo comercializadas. Ela externamente denunciou a transformação e pediu que as pessoas parassem de comprar flores, cartões e doces no Dia das Mães. Mas infelizmente é o que acontece com grandes celebrações.

Jarvis acabou recorrendo à uma campanha aberta contra os especuladores, falando contra confeiteiros, floristas e até com instituições de caridade. Ela também lançou inúmeras ações contra grupos que usaram o nome “Dia das Mães”, eventualmente gastando a maior parte de sua fortuna pessoal em honorários legais.

Na época de sua morte, em 1948, Jarvis havia repudiado completamente o feriado e até mesmo pressionado ativamente o governo a vê-lo removido do calendário americano.

O Dia das Mães ao redor do Mundo

Embora as versões do Dia das Mães sejam comemoradas em todo o mundo, as tradições variam bastante. Na Tailândia, por exemplo, o Dia das Mães é sempre comemorado em agosto no aniversário da rainha.

Outra observação alternativa do Dia das Mães pode ser encontrada na Etiópia, onde as famílias se reúnem a cada outono para cantar canções e celebrar uma grande festa como parte do Antrosht, uma celebração de vários dias em homenagem à maternidade. Interessante, não é mesmo?

Nos EUA e em muitos outros países, como o Brasil, o Dia das Mães é comemorado com a homenagem das mães e outras mulheres com presentes e flores e se tornou um dos maiores feriados para os consumidores.

As famílias também celebram dando às mães um dia de folga das atividades rotineiras do dia a dia de uma família, como cozinhar ou outras tarefas domésticas.

Para finalizar e curtir a mamãe

Às vezes, o Dia das Mães também é uma data para o lançamento de causas políticas ou feministas. Em 1968, Coretta Scott King, esposa de Martin Luther King Jr., usou o Dia das Mães para promover uma marcha em favor de mulheres e crianças carentes. Nos anos 1970, as mulheres também usaram o feriado como um momento para destacar a necessidade de direitos iguais e acesso à creches.

É lógico que a história sobre a origem do Dia das Mães é bem mais abrangente, mas a ideia foi trazer um resumo organizado para nossos leitores conhecerem os pontos mais importantes e que originaram essa data especial na história da humanidade. Agora, vamos curtir esse domingo especial com as mamães da sua família e celebrar essa que é a dádiva mais importante do ser humano.

Feliz Dia das Mães!

_________________________________________________

Se você gostou deste artigo, não deixe de participar através de sugestões, críticas e/ou dúvidas. Aproveitem para assinar o Blog, curtir a Página no Facebook, interagir no Grupo do Facebook, além de acompanhar publicações e ficar por dentro do Projeto Universo NERD, de sorteios, concursos e demais promoções.

< x >

Tags:
Reinaldo Vargas

É Idealizador e Autor do UniversoNERD.Net. Gamer desde o Atari 2600, Streamer, Blogueiro e Professor Universitário de profissão e paixão. Sempre informado sobre games, tecnologia, ciência e ensino. Um Xbox Gamer, Insider e Preview, adora a Bethesda e a Rock Star e ama produzir conteúdo. Gamertag: reavargas