NEWS!

Spoiler Ao Molho Contexto: O Sacrifício Em Prol Do Outro Em WAZ – Matemática Da Morte

Spoiler Ao Molho Contexto: O Sacrifício Em Prol Do Outro Em WAZ – Matemática Da Morte

Salve, meus queridos manos nerds! No momento que escrevo este texto, completa um mês que morreu a heroína Heley Batista, a professora que lutou contra o vigilante que ateou fogo em crianças de uma creche e, assim, salvou várias outras de tão cruel destino. Conforme creio que seja de conhecimento da maioria, Haley não resistiu aos ferimentos e acabou falecendo.

O sacrifício da professora me fez lembrar de um filme que considero estar entre os melhores que já assisti. Entretanto, relutei muito em escrever esse texto por medo de parecer indelicado, tendo em vista que o filme em questão é bastante “pesado” e, com isso, eu fosse tachado de “contextualizador mórbido”. Desta forma, antes de começar, peço aos leitores que foquem no ato em si, que é o sacrifício em prol do outro por amor.

Ciente disso, caros nerds, prossigam com a leitura. O filme em questão é “WAZ: Matemática da Morte“.

Capa WAZ - Spoiler Ao Molho Contexto: O Sacrifício Em Prol Do Outro Em WAZ - Matemática Da Morte

Nesse excelente thriller investigativo de produção inglesa (o que explica sua qualidade e falta de clichês encontrados aos montes em produções hollywoodianas) são testados os limites do amor humano em decorrência da resistência, tortura e dor. Tudo começa com a chegada da recém-transferida Helen Westcott, uma detetive que agora pertence à Divisão de Homicídios da polícia de Nova Iorque. Ela é apresentada a Eddie Argo, investigador veterano com o qual formará dupla.

A apresentação é feita já em uma cena de crime. Uma mulher, namorada do líder de uma gangue local, é encontrada morta com marcas de queimadura nos pés e cabeça. Além disso, a vítima estava grávida e teve a palavra “WΔZ” entalhada em sua barriga.

waz na barriga da morta - Spoiler Ao Molho Contexto: O Sacrifício Em Prol Do Outro Em WAZ - Matemática Da Morte

Pensando que tratava-se de uma guerra entre gangues, os detetives partem em busca de Wesley Smith, namorado da vítima. Ao averiguarem o local onde o criminoso traficava drogas, o encontram enforcado. Após a autópsia, concluíram que ele havia cometido suicídio. O curioso foi que Wesley também apresentava marcas de queimadura, só que nas pontas dos dedos. Com isso, Helen levantou a seguinte hipótese:

voce acha q ele eletrocutou a mina gravida - Spoiler Ao Molho Contexto: O Sacrifício Em Prol Do Outro Em WAZ - Matemática Da Morte

Pouco depois, quando Eddie estava na casa de Daniel Leone (Danny), seu informante, protegido e um dos membros da gangue de Wesley, que agora era comandada por Pierre Jackson, foram surpreendidos por Jamal Osman, outro da gangue, que invade o apartamento extremamente ferido. O rapaz não resiste aos ferimentos e morre no local. O detetive, sem alternativas, acaba chamando seus colegas de polícia que, ao isolarem a área, acham o corpo do irmão gêmeo de Jamal. O corpo também estava queimado e apresentando a inscrição “WΔZ” no peito. Assim como Wesley, Jamal só apresentava queimaduras nos dedos. Com isso, Helen inferiu:

Wes e Jamal apresentam uma queimadura no indicador. E se foram forçados? E se foram torturados até serem obrigados a acionar a chave e com isso se queimaram?

A detetive achou estranho o fato de seu colega estar na residência de Danny, já que era um criminoso fichado. Com isso, passou a desconfiar que seu parceiro o protegia em demasia. Com o avanço das investigações, os detetives perceberam que WΔZ tratava-se de uma equação desenvolvida por George Price, famoso geneticista, que mede o quanto o instinto humano é capaz de sobrepujar emoções, em especial, o amor.

quanto vale o amor do ser humano - Spoiler Ao Molho Contexto: O Sacrifício Em Prol Do Outro Em WAZ - Matemática Da Morte

Foi isso o que Price provou. Não há altruísmo na natureza. São apenas os genes cuidando de si. Agora imagine um herói, sem ser uma mãe genética, parente ou um par para procriar. Seria interessante, não?

Como os corpos apresentavam traços de um potente sedativo, os policiais foram investigar o único local na região que vendia esse produto. Neste local, encontraram a fórmula escrita em uma lousa. Após deterem o cientista responsável (pois ele tentou fugir por acreditar que os policiais estavam lá para prendê-lo por venda de produtos ilegais), acharam em seus registros de ex-funcionários o nome de Jean Lerner, uma jovem que fora vítima de um terrível caso de abuso, cometido, nada mais, nada menos, pelos membros da gangue que estavam sendo assassinados. Logo concluíram que a moça, por motivo de vingança, seria a responsável.

ficha criminal jean lerner - Spoiler Ao Molho Contexto: O Sacrifício Em Prol Do Outro Em WAZ - Matemática Da Morte

Investigando o abuso sofrido por Jean, Helen descobriu que o detetive do caso fora Eddie e que todos os acusados haviam sido libertos devido à contaminação de provas. O terrível crime consistiu na invasão da residência da moça por Wesley e mais quatro membros de sua gangue. Extremamente drogados, abusaram sexualmente de Jean e a fizeram escolher entre morrer ou pedir que parassem com o ato, desde que sua mãe, enferma, morresse antes. Não suportando mais, a jovem “optou” pela morte da mãe.

Certos de que Jean não pararia enquanto não tivesse sua vingança, partiram atrás de Elly, que também participara do crime e que agora prostituía-se num ponto de droga ao mesmo tempo que “cuidava” de seu filho de três anos. Porém, chegaram tarde no local. Jean sequestrou a criança, juntamente de sua mãe, bem na cara dos policiais que, enganados, nada puderam fazer.

No dia seguinte, Elly foi encontrada chorando sobre o cadáver do filho:

eu matei meu filho - Spoiler Ao Molho Contexto: O Sacrifício Em Prol Do Outro Em WAZ - Matemática Da Morte

No mesmo dia, foram atrás de Pierre (interpretado por Tom Hardy) e o encontraram drogado, triste e com marcas de queimadura nos dedos. O criminoso, que também fora pego por Elly, acabara escolhendo pela vida da avó da qual cuidava e que provavelmente seria a única pessoa pela qual possuía algum afeto. Pouco após abandoná-lo, o rapaz foi assassinado por membros de uma gangue rival. O único que ainda restava na lista era Danny, o jovem protegido de Eddie. Já questionado sobre o seu envolvimento com o delinquente, o experiente investigador resolve usá-lo de isca e assim capturar Jean, além de livrar-se da desconfiança da parceira.

Como você quer que eu o trate? É o meu melhor informante. Não é assassino ou estuprador. Nem estava na casa! Estava lá fora, no carro. Era só um garoto! Não é meu amigo, mas não é de todo mal!

Entretanto, o plano não dá certo e Danny é capturado por Jean. Quando ficou sabendo da situação, Eddie Argo fica incontrolável, atraindo ainda mais a suspeita de Helen. Enquanto tentavam encontrar alguma pista que indicasse o paradeiro do rapaz, o telefone do detetive toca. Era Jean. Percebendo ainda mais o desespero do parceiro, Helen toma o celular de Eddie, ainda há tempo de ouvir o seguinte:

O que você fez por aqueles desgraçados, por um deles, pelo menos, é incrível! E ainda assim ninguém descobriu, ainda, ou talvez sim. Mas se eles soubessem porque, a verdade sobre Daniel Leone, e o que você esconde… Eu estou com ele.

E assim, a novata descobre que fora Eddie quem contaminara a cena de crime a fim de que nenhum criminoso fosse preso, inclusive seu informante. O detetive abandona a parceira e parte em busca de Danny. Minutos depois, encontra Jean que, sem muito esforço para convencê-lo, o seda e o leva cativo, já que o policial não queira colocar, em hipótese alguma, a vida de seu grande amor em risco. Não leu errado não, caro leitor. É isso mesmo que estás a pensar! Quando recobra a consciência, o policial está nu, amarrado frente ao rapaz.

pegou o detetive - Spoiler Ao Molho Contexto: O Sacrifício Em Prol Do Outro Em WAZ - Matemática Da Morte

E assim inicia-se a “sessão tortura”. Para que o sofrimento acabe, basta que Eddie acione o botão e mate Danny eletrocutado. Aqui, mostra-se toda a coerência e ausência de “clichezismo” no filme. Se fosse uma produção costumeira, teríamos frases de efeito aos montes, expressões pavorosas da torturadora, gritos de dor ecoando pelo ar… Mas não! Por diversas vezes, não aguentando de dor, o policial desfalece em desmaios. Não aguentando a própria violência que causava, Jean vomita a todo instante. Já o delinquente entra em estado de choque ao presenciar a tortura que seu parceiro sofria. A interpretação dos atores é formidável!

A jovem tenta convencer o detetive a sacrificar Danny, porém, ele resiste bravamente e prefere morrer a matar o rapaz. Ciente de que finalmente resolvera a equação, Jean se sente agradecida:

amor - Spoiler Ao Molho Contexto: O Sacrifício Em Prol Do Outro Em WAZ - Matemática Da Morte

Mas o filme não é um conto de fadas, meus caros nerds, onde a moça provavelmente seria tomada de compaixão e deixaria os dois pombinhos, agora redimidos, viverem seu amor. Porém, antes de morrer, Eddie Argo profere a frase mais linda e emocionante do filme:

você é a unica coisa q nao me arrependo - Spoiler Ao Molho Contexto: O Sacrifício Em Prol Do Outro Em WAZ - Matemática Da Morte

Após assassinar o investigador, Jean Westcott chama a polícia com o intuito de se entregar. Já cientes de que seu parceiro era gay, os policiais chegam ao local do crime e prendem a moça. O que mais chama a atenção nessa parte é de que ficam olhando estarrecidos para o corpo de Eddie. Ninguém consegue sequer se mexer, o que denota uma mistura de pena, discriminação sexual e até um certo nojo do parceiro. O único que faz alguma coisa é Danny. Quando liberto, teve como primeira ação cobrir e ficar abraçado com seu amado.

agarradinho no fim - Spoiler Ao Molho Contexto: O Sacrifício Em Prol Do Outro Em WAZ - Matemática Da Morte

Tenso, não é mesmo, nobres leitores que chegaram até aqui? Pensei que provas de amor nessa magnitude só seriam possíveis em filmes como esse ou em narrativas do Evangelho que são a base do cristianismo. Mas taí o exemplo de Heley de Abreu Silva Batista, a professora heroína, que por amor às suas crianças, sacrificou-se em nome de algo que considerava maior do que ela própria.

Como também professor que sou, à ela todo o meu respeito.

Abraço a todos e até a próxima!

_________________________________________________

Se você gostou deste post, não deixe de participar através de sugestões, críticas e/ou dúvidas. Aproveitem para assinar o Blog, curtir a Página no Facebook, interagir no Grupo do Facebook, além de acompanhar publicações e ficar por dentro do Projeto Universo NERD, de sorteios, concursos e demais promoções.

<x>

Tags:
Lukas Melo

É Editor e Autor do UniversoNERD.Net. Profissional da área de EaD, aficionado por RPG, hardware e cinema. Porém, não nega outras nerdices.